Autoconhecimento na Terapia produz mudanças significativas

Em sua primeira sessão, uma cliente chega no consultório da terapia dizendo buscar autoconhecimento. Procura cuja busca é bem recorrente. As pessoas estão querendo investigar, aprender sobre si mesmo e a melhorar como pessoa.

E o que significa o autoconhecimento na psicoterapia, o que acontece nesse processo? Afinal, nós terapeutas disseminamos tanto a importância dele!

Perceber e conhecer a si próprio envolve principalmente trazer à consciência alguns dos nossos funcionamentos, tanto os que promovem alegria e bem-estar quanto as dinâmicas conscientes e mais inconscientes que trazem dificuldades e conflitos.

Importante nesse processo não é simplesmente conhecer o que é conhecido, mas também compreender aspectos desconhecidos, mas que atuam fortemente influenciando a vida diária.
Na prática de psicoterapia, isso quer dizer:

-> Trazer a percepção de pensamentos, crenças e atitudes que estão atrapalhando o fluir da vida
-> Conhecer, refletir e construir novas formas de pensar, sentir e ser
-> Aprender a entrar em contato com o sentir e vivenciar sentimentos não-elaborados
->Compreender o que é saudável e potencializar
->Acessar através de técnicas conteúdos internos e cuidar de pontos que estão em conflito
-> Cuidar do sistema nervoso, liberar cargas emocionais e físicas, integrando o sistema de pensamentos, sentimentos, comportamentos e significados.

Tudo isso para se conhecer de verdade, aprender o que ajuda a fluir e se orientar com mais sentido. Lembrando que cada psicólogo ou terapeuta vai ter sua forma e abordagens para conduzir esse processo no consultório.

Bianca Galindo
Psicóloga e Psicoterapeuta

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat